Notícias

Grupo discute propostas para fortalecer as empresas locais

Grupo discute propostas para fortalecer as empresas locais

Grupo discute propostas para fortalecer as empresas locais

Foi apresentado nesta quinta-feira (17), na Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), o “Fomenta Pará”, um conjunto de propostas do Grupo de Trabalho Pará Competitivo, formado por empresários paraenses, com o apoio da FIEPA, que tem como objetivo fortalecer o ambiente de negócios no Estado e aumentar o volume de compras locais pelos grandes empreendimentos, gerando assim empregos, renda e arrecadação. O encontro teve a participação da FIEPA, Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA) e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (SEDEME).

Os dois principais pontos das propostas dizem respeito ao licenciamento ambiental e aos incentivos fiscais no Estado. “O objetivo principal desse nosso trabalho é aumentar as oportunidades de negócios das empresas paraenses, junto às empresas de fora, e esses dois temas que começamos a discutir podem viabilizar muito esse objetivo”, explicou o coordenador do grupo, David Leal.

Na reunião desta quinta-feira, disse ele, houve a ampliação do grupo, com a participação da SEDEME. “O próximo passo é discutir o que é viável ou não, para isso vamos ter mais duas reuniões”, reiterou, acrescentando que a previsão é entregar já no mês de julho, para o governador Helder Barbalho, o documento final sugerindo medidas que possibilitem o aprimoramento das leis de incentivo fiscal e de licenciamento ambiental no Pará.

O titular da SEDEME, José Fernando Gomes Júnior, avaliou que o trabalho é de fundamental importância para fortalecer todas as compras locais, o que acaba gerando emprego e renda para a sociedade nos quatro cantos do Estado. “Se eu tenho um empreendimento no Oeste do Pará, tenho que comprar localmente lá, porque eu desenvolvo toda a cadeia e crio massa salarial naquela região”, exemplificou. O secretário também falou da expectativa de ter esse projeto concretizado no mês de julho, para ser apresentado ao governador. “Vamos fazer um grande evento e a partir daí começar a cobrar mais de todas as empresas de fora para comprar mais das empresas locais”, observou.

O presidente da FIEPA, José Conrado Santos, lembrou que há pelo menos uma década a entidade trabalha para demonstrar a importância desse reconhecimento da indústria genuinamente paraense. “Sendo assim, a proposta desse Grupo de Trabalho vem ao encontro do que temos realizado na Federação, especialmente neste momento em que a crise criou uma distância muito grande das pequenas e médias empresas para os grandes projetos. Só vamos conseguir reverter isso reconhecendo a importância da indústria paraense, dos que fabricam aqui para ajudar o Estado a crescer”, observou.

Carlos Xavier, presidente da FAEPA, falou da importância de se ter um nível de consciência política mais forte e defender os interesses do Pará. “O Estado do Pará, pelas potencialidades que apresenta – território, água, clima –, tem tudo para ser o primeiro em desenvolvimento nessa nação e nós precisamos aproveitar as nossas potencialidades”, pontuou, dizendo ainda que na hora em que houver esse nível de consciência será possível fazer com que as empresas instaladas aqui possam dar sua contribuição ao desenvolvimento.


Compartilhar:
LOCALIZAÇÃO
Tv. Quintino Bocaiúva, 1588 - Nazaré -
66035-190 - Belém/PA
CONTATOS
(91) 4009-4900
ascom@fiepa.org.br
SIGA A FIEPA