Dia Nacional da Construção Social bate novo recorde no Pará

Publicado em 20/08/2019 11:55h

Fiepa Novidades

Dia Nacional da Construção Social bate novo recorde no Pará

Com grandes novidades ao público, maior organização interinstitucional e novo recorde de atendimentos na região Norte, o Dia Nacional da Construção Social (DNCS), realizado no último sábado (17) no SESI Ananindeua, foi um dos principais destaques entre as 30 cidades no País em programações simultâneas, envolvendo colaboradores, familiares e representantes de serviços e de empresas relacionadas com a indústria da construção, além de instituições que promovem a assistência social aos trabalhadores. O DNCS é promoção da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) por meio da sua Comissão de Responsabilidade Social (CRS) e pelo Sesi Nacional, com apoio especial do Seconci-Brasil.

No Pará, mais de 4,7 mil pessoas participaram da quinta edição consecutiva do DNCS, um novo recorde. Foram oferecidos mais de 78 serviços e registrados mais de 16 mil atendimentos, consolidando a maior programação no Norte e a segunda maior incluindo o nordeste brasileiro. Na edição do ano passado, o Pará ficou em primeiro lugar entre os Estados participantes em quantidade de atendimentos, com 15.365 acolhimentos em 50 serviços oferecidos. Somando as quatro edições anteriores, foram computados 40.250 atendimentos.

Entre as atrações deste ano em Ananindeua, destaque para a Trilha de Inovação, por meio da qual foi oferecido um notebook, e o sorteio de três bolsas de pós-graduação oferecidos pela Mútua-PA; o atendimento em cidadania para confecção de documentos; as inscrições gratuitas para cursos de Educação a Distância e presenciais; oficina de fotografia; torneios esportivos e áreas de lazer; sorteio de prêmios e o Grand Prix SENAI de Inovação, que teve como vencedora a empresa Castelo Massimo, apresentando uma solução de dutos removíveis para reaproveitamento de resíduos na obra. Veja aqui fotos do evento.

O grande encontro de lazer e prestação de serviços foi realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção do Pará (Sinduscon-PA), com a participação de 24 instituições e órgãos parceiros. O DNCS no Estado teve apoio do Sistema FIEPA (Federação das Indústrias do Estado do Pará), tendo como patrocinadores a Mútua-PA (Caixa de Assistência dos Profissionais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), a Coopercon-PA (Cooperativa da Construção Civil do Estado do Pará) e o Sebrae-PA (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Pará).


Percepção

O DNCS é considerado o maior evento de responsabilidade social do setor da construção no País. Nessa edição, o mote foram as transformações movidas pela tecnologia e a inovação. “O mundo está mudando, e você?” foi o tema, levando à reflexão individual e coletiva sobre novas tecnologias, novos comportamentos e novos paradigmas do setor, com o advento da Indústria 4.0, internet das coisas, inteligência artificial e startups.

“O mote da mudança, que fundamenta este Dia Nacional da Construção Social, dá um ‘click’ nos trabalhadores e trabalhadoras do setor, demonstrando que a inovação não chega tirar o trabalho de ninguém. Muito pelo contrário. É o trabalhador que será o grande indutor desse novo ciclo, procurando cada vez as boas práticas e a qualificação para crescer cada vez mais no seu ambiente de trabalho”, acredita Alex Carvalho, presidente do Sinduscon-PA.

Para os parceiros do Sistema FIEPA, o evento é uma oportunidade também de proporcionar a mudança de vida das pessoas. “Esta é uma grande oportunidade que as instituições têm para se unirem e entregarem à população mais informação, cidadania, saúde e lazer. Por isso, o SESI e o SENAI são grandes incentivadores deste tipo de ação, com envolvimento voluntário de colaboradores e oferta de serviços gratuitos aos que mais precisam. Para nós, é uma grande felicidade poder participar e, ainda mais, ceder nossa unidade para este evento tão especial”, destaca Dário Lemos, diretor regional do SENAI-PA e superintendente do SESI-PA.

“O tema do evento deste ano é sobre a transformação que está acontecendo na sociedade de maneira acelerada, por isso o IEL trouxe orientações sobre carreira, estágio, emprego, gestão e capacitação. Ficamos muito felizes com o interesse do público e cremos que as pessoas saíram com um pouco mais de certeza do que fazer daqui pra frente na carreira ou em suas empresas”, complementa Carlos Auad, superintendente do IEL-PA.

SISTEMA FIEPA - Portal da Indústria Paraense
X