Paragominas receberá indústria de placas de energia solar

Publicado em 23/11/2018 15:52h

Fiepa Novidades

Paragominas receberá indústria de placas de energia solar

O Sistema FIEPA, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e a Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), assinou um protocolo de intenções de investimentos para a instalação de uma indústria de placas de energia solar no município de Paragominas, pela empresa ZSun Energy – ASA Engenharia Ltda. A formalidade aconteceu na noite de ontem (22), durante a abertura da feira Pará Negócios.

O investimento da ASA Engenharia é de R$ 12 milhões, com projeção de cerca de 200 empregos diretos e indiretos. O empreendimento, primeira no Norte, centro-Oeste e Nordeste do Brasil, projeta uma série de benefícios para o desenvolvimento socioeconômico da região do Rio Capim, com destaque para Paragominas. A mão de obra será toda paraense e treinada pelo SENAI local. “Estamos muito felizes com a sinalização de mais este grande investimento industrial para nosso Estado e, sobretudo, pelas oportunidades que ele gerará para Paragominas e região”, diz o presidente do Sistema Fiepa, José Conrado Santos. 

O engenheiro responsável pelo empreendimento da ASA Engenharia, Hélio Duarte, diz que o estudo de viabilidade do projeto em Paragominas já vem sendo realizado a quase dois anos. “É uma região com grande capacidade produtiva devido a ampla quantidade de radiação. Esta será uma indústria que além de proporcionar recursos para a região, será importante para o município se tornar um polo de desenvolvimento de novas tecnologias”, destaca Duarte. “A instalação de uma indústria é sinônimo de oportunidades e crescimento. Por isso, estamos nos esforçando muito para ajudar a facilitar este processo de implantação da ASA Engenharia”, completa o presidente da Codec, Fábio Lúcio Costa.

Inicialmente, a indústria de montagem de painéis fotovoltaicos, projetada para a área do Distrito Industrial de Paragominas, na PA 125 km 09, terá capacidade instalada de mais de 6 mil módulos fotovoltaicos por mês com previsão de produção final de 15 mil módulos solares mensais. A intenção é que o empreendimento esteja em pleno funcionamento em novembro de 2019.

 

SISTEMA FIEPA - Portal da Indústria Paraense
X