Pequenas e médias indústrias paraenses ganharão incentivo para aumentar a produtividade

Publicado em 17/05/2018 17:51h

Senai Novidades

Pequenas e médias indústrias paraenses ganharão incentivo para aumentar a produtividade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-PA) irá realizar, no próximo dia 07 de junho, às 9h, de maneira gratuita, o Workshop de Apresentação do Brasil Mais Produtivo (B+P). O Programa, sob coordenação do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), vai atender, ao longo de 2018 e 2019, 600 indústrias de pequeno e médio porte em todo o país, com o objetivo de aumentar em mais de 20% sua produtividade. O evento de divulgação será no Auditório Albano Franco, da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA).

 Sob a coordenação técnica do SENAI, o Programa prevê modificações rápidas e de baixo custo nas empresas para alcançar ganhos expressivos de produtividade por meio de técnicas de manufatura enxuta. O conceito de manufatura enxuta baseia-se na redução de sete tipos de desperdícios (superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos). Uma proposta de resposta rápida para o dilema da baixa produtividade da indústria brasileira.

 Podem participar do Brasil Mais Produtivo as indústrias manufatureiras de pequeno e médio porte, que tenham entre 11 e 200 empregados e, preferencialmente, que estejam inseridas em Arranjos Produtivos Locais (APL). Nesta fase do Programa, os setores elegíveis são: Alimentos e bebidas, Metalmecânica, Moveleiro, Vestuário e Calçados. O Programa oferta 120 horas de consultoria com 83% de subsídio: são R$ 18 mil por atendimento, sendo R$ 15 mil subsidiado pelo B+P e 3 R$ mil de contrapartida da empresa.

Em 2017, 70 empresas paraenses foram contempladas pelo Programa nos setores Alimentos e Bebidas e Moveleiro, com resultados excelentes. A média de aumento de produtividade contando apenas empresas locais foi acima de 50%, isto é, mais que o dobro da meta mínima. “A Amazon Wood, indústria que atua no setor moveleiro, no centro de Belém, por exemplo, alcançou ganho de 58% de produtividade a partir da consultoria do Brasil Mais Produtivo. A empresa criava um ambiente de cozinha de 6m², por exemplo, em um dia de trabalho. Agora, este mesmo projeto é desenvolvido em apenas 4 horas. “Este é um programa que realmente se preocupa com o crescimento das indústrias, pois executa um trabalho com seriedade, baixo investimento e com benefícios incomparáveis”, declara Lukas Pedroso, proprietário da empresa.

COMO PARTICIPAR - As empresas interessadas devem entrar na página do Brasil Mais Produtivo e completar o cadastro. Com base nas informações, o SENAI entrará em contato com as empresas inscritas. As empresas paraenses que desejam participar também podem entrar em contato pelos telefones (91) 4009- 4308/4311/4312/4770.

 

 

 

 

SISTEMA FIEPA - Portal da Indústria Paraense
X