Rede CIN comemora 20 anos no Pará

Publicado em 05/09/2018 09:27h

Fiepa Novidades

Rede CIN comemora 20 anos no Pará

Empresários, estudantes, parceiros e clientes participaram do Seminário de Internacionalização: Mundo dos Negócios, promovido pelo Centro Internacional de Negócios da FIEPA, em comemoração aos 20 anos de atividades no Estado. Vinculado à Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN) que reúne as 27 federações de indústrias dos estados e do Distrito Federal, o CIN Pará é pioneiro na atuação pela internacionalização de negócios na região Norte.

Em formato dinâmico de talk show, o seminário conseguiu envolver o público que participou ativamente com perguntas e sugestões direcionadas aos palestrantes convidados que durante o evento puderam apresentar seus serviços e soluções voltados para facilitar o dia a dia das empresas de pequeno e médio porte que desejam expandir seus negócios para o mercado internacional.

A empresária Luciana Centeno abriu o evento com a apresentação do case da sua fábrica de chocolates artesanais, a Nayah, atendida pelo CIN Pará desde 2016, quando deu os primeiros passos em direção à internacionalização de seus produtos feitos com frutas da Amazônia. Em seguida foi a vez da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), representada pelo diretor de desenvolvimento do comércio, indústria e serviços, Sérgio Menezes, que destacou o segundo lugar que o Pará ocupa hoje, na balança comercial brasileira. Além disso comentou temas como cooperativismo, inovação, arranjos produtivos locais e competitividade, importantes para o desenvolvimento da economia regional.

O SEBRAE/PA também esteve presente nas comemorações dos 20 anos. Parceiro do CIN há oito anos, desenvolve ações de internacionalização por meio do Convênio de Cooperação Técnica e Financeira firmado entre as duas Instituições. Atendimento de balcão, cursos de comércio exterior, consultorias de comércio exterior direcionadas a empresas participantes de programas específicos do CIN, missões Internacionais prospectivas e rodadas de negócios são alguns exemplos de ações desenvolvidas, previstas em Convênio. “É um trabalho conjunto que oferece atendimento especializado na área de comercio exterior, fomentando de forma integrada e customizada as atividades de micros e pequenas empresas, para acesso aos produtos e serviços do CIN/FIEPA e do SEBRAE/PA, com o objetivo de prepará-las para competir no mercado interno e externo”, explica Eduardo Carneiro, analista da Unidade de Gestão Estratégica e Mercado do SEBRAE/PA.

Click aqui e veja as fotos do evento

O serviço Exporta Fácil foi o destaque dos Correios, durante o Seminário. A solução facilita o envio de produtos ao exterior com a simplificação do processo de exportação voltado para pessoas jurídicas e físicas. Para o consultor do Exporta Fácil na Região Norte, Mauro César, é sempre válido poder apresentar soluções que facilitem o dia a dia das empresas e fortaleçam a exportação no Estado. “Ficamos muito felizes em colaborar com esse excelente trabalho que o CIN faz aqui na nossa região, fornecendo assessoria e suporte para as empresas que querem exportar”, comenta.

Cassandra Lobato, coordenadora do CIN Pará, durante o cerimonial de abertura relembrou a atuação de sucesso do CIN no apoio à internacionalização no Estado. “Juntamente com a FIEPA e demais parceiros, conseguimos alcançar novos mercados, diversificar a pauta de exportação e agregar valor aos nossos produtos, trazendo crescimento para a nossa economia”. No talk show explicou detalhes do programa Rota Global, executado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com recursos da União Europeia, por meio do Programa Al-Invest e direcionado à micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) com interesse em aumentar sua competitividade e atuar no mercado internacional.

Ao final do Seminário, os convidados participaram da degustação de alimentos e bebidas exportados pelo Pará. Ao todo 16 empresas expuseram seus produtos no hall da FIEPA, permitindo ao público conhecer iguarias como compotas, doces, licores e cachaças feitas a partir de insumos da floresta amazônica, tais como jambu, castanha-do-Pará, cupuaçu, bacuri e açaí, entre outros.

SISTEMA FIEPA - Portal da Indústria Paraense
X