Notícias

Diretoria do Sistema FIEPA e autoridades lamentam a morte de Gerson Peres

Diretoria do Sistema FIEPA e autoridades lamentam a morte de Gerson Peres

Diretoria do Sistema FIEPA e autoridades lamentam a morte de Gerson Peres

 

Diversas autoridades e membros da diretoria do Sistema FIEPA lamentaram a morte de Gerson Peres, ex-diretor regional do SENAI Pará, advogado, jornalista e político dos mais atuantes em várias décadas. Ele faleceu nesta terça-feira, 21, no Hospital Adventista de Belém, onde estava internado em decorrência do Covid-19. Devido às recomendações das autoridades de saúde, o enterro ocorreu esta tarde, somente com a presença de familiares.

Por meio de suas redes sociais, o Governador do Pará, Helder Barbalho, disse ter recebido com grande pesar a notícia e destacou que Gerson Peres foi “importante liderança política, que deixou uma grande contribuição para o desenvolvimento do nosso Estado”.

Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), declarou que “neste momento de pesar, os pensamentos daqueles que fazem a indústria nacional se voltam para a família e os amigos de Peres, na intenção de que encontrem conforto no legado desse importante paraense, que muito fará falta a seu estado e ao Brasil”.

O presidente do Sistema FIEPA, José Conrado Santos, lembrou da trajetória do ex-diretor regional do SENAI e o quanto ele foi preponderante para a história da instituição. “Ele dedicou sua vida profissional a serviço do SENAI, ajudando assim milhares de pessoas a terem acesso à educação profissional. Na constituinte de 1988, contribuiu bastante para que instituições como o SENAI, conhecidas como o Sistema S, se transformassem em entidades de direito privado, lutando contra as opiniões em contrário na época. Sem dúvida, um grande legado para a história do país”.

Dário Lemos, atual diretor regional do SENAI Pará e superintendente regional do SESI Pará, começou sua carreira como estagiário no SENAI, onde teve o privilégio de conviver durante muitos anos com Gerson Peres. “O Sistema FIEPA está de luto por este grande paraense, que escreveu sua biografia junto com a do SENAI no Pará. Deixou para todos nós e para todos os alunos que passaram pela instituição um grande legado e um grande exemplo, que jamais deverá ser esquecido”.

Superintendente do IEL Pará, Carlos Auad disse que Gerson Peres foi um grande homem, que lutou bravamente pela base mais importante de toda sociedade, a educação. “Tive o privilégio de ser seu amigo, admirador e acompanhar por quase três décadas sua trajetória. Deixou exemplos vários para seguirmos. Sem dúvida, uma grande perda”.

Conhecimento

Para quem convivia no dia a dia com Gerson Peres, sabia que sua história de vida e seu interesse pela leitura faziam dele uma pessoa capaz de conversar sobre vários assuntos. Ele também será lembrado por defender com muita eloqüência seu posicionamento político. “Uma enciclopédia viva! Assim descrevo Dr. Gerson. Um homem que viveu a política com integridade, comprometimento e ética. Das inúmeras conversas que tive o privilégio de ter com ele, sempre ficavam lições de aprendizado, recheadas de muita admiração pela memória aguçada e pelo conteúdo interminável de conhecimento”, descreveu Rita Arêas, vice-presidente da FIEPA.

José Maria Mendonça, presidente do Centro das Indústrias do Pará (CIP) e vice-presidente da FIEPA, lembrou do ex-deputado como um político dogmático, firme em suas convicções. “Repousava sua maior virtude na teimosia de defender o que julgava certo e correto. Era radical na exigência da probidade dos homens públicos e graças a isto está entre os políticos que mais vezes ocuparam cargos eletivos”, pontuou.

Amigo de longa data, o diretor executivo da FIEPA, Ivanildo Pontes, disse que está muito triste com a perda. “O Sistema FIEPA sempre se orgulhará de ter tido em seu quadro de colaboradores um homem digno, honesto, trabalhador, que, como político, muito fez pelo Pará sem cobrar contrapartida”.

Nilson Azevedo, vice-presidente da FIEPA, disse que teve a honra de conviver durante 35 anos com o amigo. “O que posso dizer é de que durante o tempo de convivência comigo era um grande amigo, um diretor zeloso, além de uma referência de honradez e coerência”.

Ex-prefeito de Paragominas, ex-deputado estadual e vice-presidente da FIEPA, Sidney Rosa declarou que Gerson Peres foi um grande exemplo na política, que muito contribuiu com Paragominas. “Pude testemunhar a honestidade, humildade, cultura e compromisso desse homem em favor do nosso Povo”, disse Sidney.

Luto oficial

Pela importância de Peres para a história do Pará, o governo estadual decretou três dias de luto oficial no Estado. Os municípios de Bragança e de Cametá, esta a cidade natal do ex-diretor do SENAI, também decretaram luto oficial. “Deixou como legado uma belíssima trajetória marcada pelo respeito ao próximo, amor e dedicação à Cametá”, escreveu o prefeito, Waldoli Valente.

Compartilhar:
LOCALIZAÇÃO
Tv. Quintino Bocaiúva, 1588 - Nazaré -
66035-190 - Belém/PA
CONTATOS
(91) 4009-4900
ascom@fiepa.org.br
SIGA A FIEPA