Notícias

Doação de cestas básicas contribui para segurança alimentar e manutenção do isolamento social de comunidades do Oeste do Pará

Doação de cestas básicas contribui para segurança alimentar e manutenção do isolamento social de comunidades do Oeste do Pará

Doação de cestas básicas contribui para segurança alimentar e manutenção do isolamento social de comunidades do Oeste do Pará

Com o propósito de contribuir para garantir a segurança alimentar e o isolamento social das comunidades vizinhas durante a pandemia de Covid-19, a Mineração Rio do Norte (MRN) está investindo na compra de 5.220 cestas básicas para distribuir a 26 comunidades quilombolas, ribeirinhas e indígenas do Oeste do Pará. Das 1.520 cestas entregues neste mês de abril, 1.001 foram para famílias de comunidades quilombolas; 409 para comunidades ribeirinhas e 110 cestas para indígenas.

As cestas básicas incluem alimentos, material de higiene e limpeza. A ação visa contribuir para manter o isolamento social de comunitários, através da redução da necessidade de deslocamento dos comunitários, durante a crise do novo coronavírus, garantindo segurança alimentar e de higiene para estas comunidades, que ficam resguardadas de exposição desnecessária a riscos de focos da Covid-19.

O representante da tribo WaiWai, João WaiWai, comenta a importância da parceria da empresa com as comunidades, garantindo alimentação e materiais de higiene para os cuidados preventivos no enfrentamento à pandemia. “Esse benefício é de grande importância, pois contribui para a prevenção da população indígena, que ficou na cidade (Oriximiná) e não pode retornar para as aldeias, pois precisa manter o isolamento na cidade até voltar à normalidade. A MRN e as outras instituições estão sendo grandes parceiras da população indígena. Queremos permanecer e fortalecer nossas alianças com a empresa, pensando no bem-estar de todas as comunidades”, relata.

Para os comunitários Raimunda Gemaque Ferreira, da comunidade Espírito Santo, e  Antonio Pinheiro de Almeida, da comunidade São Francisco, a doação chegou num momento importante, pois incentiva as famílias a manterem-se em casa. “É uma boa ajuda da empresa no meio dessa doença, porque, principalmente nós, que temos idade mais avançada e não podemos sair de casa. Só temos a agradecer”, declara Antonio, de 66 anos.

Investimentos – A MRN já investiu, até o momento, cerca de R$ 4 milhões para contribuir no combate à Covid-19 em municípios do Oeste do Pará. Além da compra das cestas básicas, adquiriu 900 testes rápidos para diagnóstico da Covid-19, que devem chegar em maio na região. Parte deles será distribuída aos hospitais municipais de Oriximiná e Terra Santa. Outra iniciativa da empresa em andamento é a compra de equipamentos como Ventilador Cirius V6, Ventilador Pulmonar T7 e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como luvas, óculos, máscaras, aventais, e de materiais de limpeza para serem distribuídos aos Hospitais Municipais de Oriximiná e Terra Santa. “Todas estas ações fazem parte da política de responsabilidade social e desenvolvimento dos municípios da área de atuação da MRN e serão mantidas enquanto durar a pandemia”, declara Vladimir Moreira, Diretor de Sustentabilidade da MRN.

Parcerias - A MRN faz parte de um Grupo de Trabalho de Combate à Covid-19, que conta com a participação de representantes do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Campus de Oriximiná da Universidade Federal Fluminense, ICMBio, associações quilombolas, ribeirinhas e indígenas, que discutem propostas e soluções, visando manter a integridade das comunidades tradicionais do entorno durante a pandemia.

As entregas estão ocorrendo desde a segunda quinzena de março com o apoio de lideranças comunitárias, que, de forma organizada, estão percorrendo as comunidades de barco, para não gerar filas nem aglomeração durante a distribuição. “Essa parceria está sendo fundamental para garantirmos com tranquilidade e transparência as entregas nas 26 comunidades e contribui para reforçamos o relacionamento social da empresa com estas famílias num momento tão delicado de grave crise de saúde pública”, declara Rui Almeida, Analista de Relações com a Comunidade da Mineração Rio do Norte.

Conscientização – Uma relevante iniciativa de conscientização e atendimento preventivo está sendo realizada desde o dia 18 de março por meio do projeto Quilombo, que faz parte do Programa de Educação Socioambiental (PES) da MRN e tem apoio da Prefeitura Municipal de Oriximiná: São visitas do médico do projeto, Jô Furlan, às comunidades da região, para levar informações preventivas sobre a Covid-19, como a necessidade da higienização das mãos e objetos de uso cotidiano, de redobrar os cuidados com os idosos e a importância de manter o isolamento social. Em operação há mais de 20 anos, o projeto Quilombo atende 14 comunidades dos territórios quilombolas do Alto Trombetas 1 e 2,  fornecendo medicina preventiva com atendimento médico básico, que inclui exames, consultas médicas e de enfermagem, vacinação, palestras informativas e iniciativas de combate à desnutrição para comunidades descendentes de quilombolas no Alto Trombetas. Paralelamente, a empresa mantém uma ampla campanha de prevenção contra a Covid-19, que inclui carro-som, “barco-som”, plataformas digitais, rádio e WhatsApp.

 

 

 

 


Compartilhar:
LOCALIZAÇÃO
Tv. Quintino Bocaiúva, 1588 - Nazaré -
66035-190 - Belém/PA
CONTATOS
(91) 4009-4900
ascom@fiepa.org.br
SIGA A FIEPA